Tel.: (11) 3104-9160
contato@apepac.org.br
REVISTA AGREGADOS
Edição nº 15


Outras Edições

Aconteceu na Semana 31/10 a 11/11/2016:

Dia 31

(Associados, Diretores, Colaboradores Internos) – Eleições no Sindipedras: Presidente eleito: Antero Saraiva Junior. Plantão CFEM: Disponibilização de profissional da Fioito (ex-DNPM), atendendo os associados que compareceram para tirar dúvidas quanto a forma de cálculo para apuração. Workshop “Agregados – Inovação Tecnológica e Sustentabilidade”, com participação de vários associados. Slides da apresentação no link: http://www.apepac.org.br/category/eventos-e-palestras/

Dia 03

(Jhonatas) – Participação no Seminário “Reforma Trabalhista” na sede do Sinproquim. Na ocasião foram comentadas a necessidade de revisão das normas trabalhistas, bem como a possibilidade do negociado frente o legislado. Tema polemico ainda e que demandará maior número de discussões.

(Camilo) – Bate Papo Sindical – CSER / FIESP – “Defesa de Interesses”. Foram apresentadas as ações do SIMEC – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico do Estado do Ceará. Estas reuniões tem o objetivo de troca de experiências entre os executivos das entidades em prol de seus associados.

(Mariane) – Seminário “Qualidade de Vida e Sustentabilidade” – Evento no qual foi entregue o 19º Prêmio Nacional de Qualidade de Vida. Abordou os problemas da qualidade de vida, mostrou que a melhoria da qualidade de vida aumenta inclusive a produção, melhora a competitividade gerando motivação a todos e, como consequência, a diminuição dos custos. O ambiente de trabalho é ótimo para um programa de prevenção de acidentes. Acredita-se que o investimento na saúde do trabalhador não pode ser visto apenas como gasto, esse tipo de programa, custaria muito menos do que os gastos com os possíveis acidentes. As doenças que mais matam atualmente, estão relacionadas ao estilo de vida, aos hábitos (doenças cardíacas e o câncer). É preciso dar o incentivo, a motivação, é necessário a integração de todos, a consciência para esse propósito deve partir de todos.

Dia 07

(Camilo) – Núcleo de Acompanhamento Legislativo – NAL / FIESP. Resumo das ações no ano: 4.516 proposições monitoradas pela FIESP (Câmara Municipal, Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados, Senado Federal, além de autarquias e outros entes públicos). Foram priorizados 174 projetos por serem de maior interesse. Das proposições monitoradas, 59% a FIESP apresentou tendência convergente; 18% convergentes com ressalvas e 23% divergentes. Ressalte-se que as entidades Apepac, Sindareia e Sindipedras, encaminham, com certa regularidade, pesquisas / questionários, solicitando a manifestação das empresas associadas sobre estes projetos. Infelizmente poucas respostas recebemos e, importante destacar, quando encaminhamos os assuntos são de relevância para o setor / empresas.

Dia 08

(Camilo) – FIESP – Primeira edição do Fórum FIESP de Atualização Sindical, promovido pelo CSER. O evento recebeu cerca de 200 representantes sindicais, do comércio e da indústria, além de mais de 30 debatedores de diversos temas. O Fórum foi aberto por Paulo Henrique Schoueri, diretor titular do Departamento Sindical e da Central de Serviços da FIESP. Outros representantes de diversas entidades também participaram da abertura. Para Schoueri, o evento é uma oportunidade de “debater o futuro das entidades sindicais”. “Precisamos descobrir como estar perto da base das empresas, ter um discurso único que ajude as nossas entidades”.

Dia 09

(Camilo) – 1ª reunião do Grupo de Trabalho dos profissionais de R.H. objetivando ações que minimizem problemas dos laborais e com isso a empresa passe a ter custos reduzidos neste item. Ações de prevenção e outros temas serão discutidos neste grupo. Empresas que tenham interessem em participar serão bem-vindas ao grupo.

Dia 10

(Diretoria) – Reunião com o Secretário de Energia e Mineração João Carlos Meirelles. Foram colocadas as reivindicações do setor ao Secretário que após ouvir várias questões que envolvem entes do estado, sugeriu a criação de Grupo de Trabalho, bem como solicitou encaminhamento de correspondência das entidades descrevendo todas estas questões, bem como indicando ações de melhoria.

aconteceu-na-semana-31-10-a-11-11-2016

DETALHAMENTO DOS ITENS 

LASTRO DE FERROVIA – A norma sobre a utilização escoria como lastro de ferrovia depende de estudos contratados pela VALE junto a Universidade Federal de Ouro Preto. Como existem dificuldades técnicas para unificar os diversos tipos de escórias, o trabalho está interrompido provisoriamente.

LIMITE DE PESO – Na reunião com a ANTT foi apresentada proposta para flexibilização da “Lei da Balança”. Nosso pleito foi propor que o limite seria a “capacidade técnica do caminhão”. Retomada das reuniões com novas associações sendo integradas ao Grupo Intersindical.

ESCAVAÇÃO MECÂNICA – O projeto desta DD está dependendo da diretoria da CETESB. Está em consulta pública.

DESMONTE HIDRÁULICO – O projeto desta DD está dependendo da diretoria da CETESB. Está em consulta pública.

EXPLOSIVOS – A reunião conduzida pelo SFPC em Brasília, determinou que fossem formados GT´s para apresentar alternativas a Portaria Colog nº 3, bem como outros itens que prejudicam o setor.

CONHECIMENTO ELETRÔNICO DE TRANSPORTE – A entidade tenta obter autorização para emissão única quando se tratar de mesmo destinatário (mensal e não diária).

CRÉDITO DE ICMS/PIS/COFINS – Levantamento de itens / ferramentas / materiais que se esgotam / são imprescindíveis no processo produtivo.

NR 22 – O SINDIPEDRAS participa com outras entidades tais como a CNI, IBRAM, etc. da revisão da NR 22 que trata da Segurança e Saúde ocupacional na Mineração.

RAA – REAÇÃO ÁLCALI-AGREGADOS – A norma da ABNT sobre reação álcali-agregados será revisada. Participamos de Grupo conduzido pelo IBRACON visando propor sugestões para a referida norma.

LICENCIAMENTO DE VEÍCULO OFF-ROAD – Correspondência encaminhada solicitando a não obrigatoriedade de licenciamento para veículos off-road. Resposta recebida foi superficial e a entidade entrará com novas argumentações, tão logo termine com o embasamento de seu pleito.

PADRONIZAÇÃO EM t (TONELADAS) – Este pleito junto ao INMETRO (RJ) solicita a padronização de saída de agregados tanto para a brita quanto para a areia do produtor (embarcador) na unidade de medida “peso”.

PROCESSOS DNPM – Foi encaminhado oficio ao DNPM/SP citando vários processos que aguardam solução / andamento. Alguns já resolvidos outros ainda pendentes.

CELERIDADE NAS L.O.’s. – Encaminhado oficio a CETESB solicitando maior celeridade e observância ao Decreto Estadual nº 47.400/2002, sobre a liberação das Licenças de Operação.